Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação

FIESC - SENAI

  • Spanish
  • French
  • Japanese
  • Russian
  • Arabic
  • Italian
  • Chinese (Simplified)
  • Português
  • Deutsch
  • English

Estudo comparativo de técnicas de digitalização por luz branca e por contato em um molde da maçaneta da porta de um automóvel

Resumo: Avaliações dimensionais mais simples em componentes podem ser realizadas através de instrumentos convencionais como paquímetro ou micrômetro, no de caso de medições lineares, porém quando se trata de medições de superfícies não-lineares, percebe-se que tais instrumentos não identificam alguns detalhes nas superfícies dos componentes medidos. Para atender estas necessidades em obter as informações mais fidedignas utilizam-se tecnologias mais avançadas como os processos de medição tridimensional e por fotometria. O objetivo deste trabalho é comparar dois métodos diferentes de digitalização 3D de superfícies, um por meio de contato e outro por meio de luz branca. O primeiro utiliza uma máquina de medição por coordenadas e o segundo um digitalizador ou scanner óptico para obter pontos da superfície do componente ensaiado. O foco principal deste estudo é definir qual dos processos apresenta o melhor desempenho, na medição de pontos em uma superfície. O corpo de prova ensaiado será um molde de injeção de produtos termoplásticos, onde o produto injetado é uma maçaneta da porta de um automóvel.

Palavras-chave: Digitalização 3D. Fotometria. Matriz de decisão. Molde. 

 

Autores:

:: Alexandre Teixeira - alexandreteixeira@sc.senai.br

:: Cleiton Trost - cleiton.trost@gmail.com

:: André Marcon Zanatta - andre.zanatta@sc.senai.br

:: Vagner Bento Demétrio - vagner.demetrio@sc.senai.br

:: Alceri Antonio Schlotefeldt alceri@sc.senai.br