Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação

FIESC - SENAI

  • Spanish
  • French
  • Japanese
  • Russian
  • Arabic
  • Italian
  • Chinese (Simplified)
  • Português
  • Deutsch
  • English

instituto senai de inovação em sistemas de manufatura

joinville/sc

O Instituto SENAI de Inovação em Sistemas de Manufatura tem como objetivo elevar a competitividade da indústria promovendo a inovação e oferecendo soluções tecnológicas para o desenvolvimento de produtos e processos, com foco nos setores: metalmecânico, aeroespacial, automotivo, energia, óleo e gás, médico e odonto-médico.

Clique aqui e faça o download do folder do Instituto

Endereço
: Rua Arno Waldemar Döhler, 957. Zona Ind. Norte, Joinville / SC - Brasil. CEP: 89219-510
Telefone: 47 3441-7783 
E-mail: isimanufatura@sc.senai.br

sistemas-manufatura

tecnologia da manufatura e processos produtivos

Desenvolvimento e otimização de sistemas de manufatura por remoção e adição de material, atuando nas áreas de micro e macro fabricação, consultoria em processos produtivos e adequação de equipamentos de acordo com normas técnicas reguladoras.

desenvolvimento de produtos metalmecânicos

Desenvolvimento de novos componentes e sistemas metalmecânicos por meio da aplicação de materiais inteligentes e métodos inovadores de manufatura, aliados a engenharia reversa e simulação computacional.

engenharia de materiais mecânicos

Desenvolvimento e caracterização de materiais metálicos micro e nanoestruturados, por meio de análises e pesquisas para determinar as propriedades dos materiais com o uso de ensaios metalográficos, microscopia, caracterização e análise de composição química, bem como a determinação das propriedades mecânicas por meio de ensaios mecânicos.

serviços laboratoriais

Análise Química de Materiais

  • via Espectrômetro de Emissão Ótica- Análises em ligas ferrosas e não ferrosas
  • via Espectrometria de Massas com fonte de Plasma Indutivamente Acoplado (ICP) – Análise Multielementar
  • via Microsonda de Energia Dispersiva (EDS) – Análise semi-quantitativa- via Combustão
  • Determinação de Carbono e Enxofre
  • via Fluorescência de Raio x - Análise Elementar Qualitativa e Quantitativa

Caracterização Micro e Nanoestrutural de Materiais

  • via Análise Metalográficas
  • Identificação quantitativa da microestrutura do material (percentual de fases)
  • Análise de Tratamento Térmico (cementação, nitretação, têmpera, austêmpera)
  • Análise de Tratamento de Superfície (zinco, cromo, níquel, anodização, pintura)
  • Metalografia de Ferros Fundidos (cinzento, nodular, vermicular, branco e maleável)
  • Classificação de Inclusões Não Metálicas (sulfetos, óxidos, nitretos, silicatos)
  • Determinação da Espessura de Camadas (cementação, nitretação, galvânica)
  • Determinação do Tamanho de Grão.
  • via Microscópio Eletrônico de Varredura com Fonte de Emissão de Campo (FEG)
  • Caracterização de materiais nanoestruturados
  • Análise de Fractografia - Caracterização do modo de falha (topografia da fratura)
  • Análise de defeitos microestruturais e de fundição

Ensaios Mecânicos

  • Ensaio de Tração (Limite de Escoamento, Tensão de Ruptura, Alongamento e Estricção)
  • Ensaio de Compressão
  • Ensaio de Dobramento
  • Ensaio de Torção
  • Ensaio de Fadiga
  • Ensaio de Fratura
  • Ensaio de Impacto Charpy (temperatura ambiente e sub-zero) – Pêndulo 81,35 J e 406 J

Ensaios de Dureza

  • Ensaio de Dureza Rockwell B e C (HRc e HRb)
  • Ensaio de Dureza Brinell (HB)
  • Ensaio de Microdureza (mHV 50g a 2Kg)

Ensaio de Corrosão

  • Salt Spray
  • Câmara Úmida
  • Salt Spray Cíclico

Análise de falhas

  • Determinação da causa raiz de problemas físicos através de um conjunto de ensaios com objetivo de relacionar à topografia da superfície fraturada as causas e / ou mecanismos básicos da fratura

Engenharia Reversa e Metrologia Geométrica

  • Escaneamento 3D sem contato
  • Inspeção Dimensional de componentes e ferramentas
  • Avaliação da rugosidade superficial, perfil e erro de forma

 

inovação

  • Estudo e desenvolvimento de produtos e processos inovadores
  • Análise, desenvolvimento e caracterização de materiais metálicos, não metálicos micro e nanoestruturados
  • Desenvolvimento de parâmetros de usinagem para materiais de difícil usinabilidade e superfícies complexas
  • Desenvolvimento de projetos e fabricação de moldes e micromoldes protótipos
  • Desenvolvimento de insertos para moldes de injeção com conformal cooling, pelo processo de manufatura aditiva de metais.
  • Desenvolvimento de processo e produtos por microinjeção

 

consultorias especializadas

  • Otimização de processos de usinagem
  • Inspeção geométrica com Ball-Bar e diagnóstico de erros de máquinas-ferramenta com laser interferométrico
  • Qualificação de processos de soldagem
  • Adequação às normas técnicas como NR-12, com emissão de laudos e ART’s (Anotação de Responsabilidade Técnica)
  • Desenvolvimento de produtos por manufatura aditiva (gesso, plástico e ligas metálicas)

 

TUPY
AVALIAÇÃO DA USINABILIDADE DE FERRO FUNDIDO APLICADO EM BLOCOS DE MOTOR NO PROCESSO DE FURAÇÃO

manufatura-capa

O Instituto SENAI de Inovação em Sistemas de Manufatura desenvolveu, em conjunto com a Tupy, a usinabilidade de 4 tipos de ferros fundidos fornecidos pela própria empresa, utilizando o processo de furação. Para os ensaios de furação foram utilizadas brocas de metal duro de canal reto, com canal de refrigeração interna, sem revestimento e polidas.

A partir deste projeto, muitas conclusões foram tiradas, garantindo o bom entendimento dos tipos de ferros produzidos e consequentemente, o sucesso desta parceria da Tupy com o SENAI.

manufatura-case


bee-depoimentos

“Este projeto tem sido de fundamental importância para o entendimento do quanto os diferentes tipos de ferros fundidos produzidos pela Tupy afetam também na usinabilidade, e consequentemente, nos custos de produção das peças usinadas.”
  Sidnei PereiraEspecialista em Desenvolvimento de Produtos e Qualidade – Tupy

bee-resultados-quantitativos

  • Melhor compreensão da vida útil e consequente consumo das ferramentas com relação à furação;
  • Concluiu-se que os Ferros Fundidos Cinzentos testados, possuem uma usinabilidade muito parecida, portanto também vidas úteis de ferramentas parecidos;
  • Viu-se que o Ferro Fundido Vermicular tem um consumo maior, em torno de 25%;
  • Estas informações podem ser consideradas para determinação de metas de consumo de ferramentas nas linhas de produção, como também, para determinações de vida útil de novos projetos.

bee-resultados-qualitativos

  • Validação do conceito;
  • Redução no tempo de desenvolvimento;
  • Utilização e validação de materiais comuns no mercado;
  • Desenvolvimento do processo de manufatura.

 

laboratório de materiais

  • Microscopia eletrônica de varredura com FEG (field emission gun) (1.000.000x em 0,3 ?m)
  • Espectômetria de emissão óptica com ICP (inductively coupled plasma)
  • Difratômetria e fluorescência de raio-x
  • Laboratório de ensaios dinâmicos
  • Microscopia óptica de luz e confocal a laser
  • Laboratório de ensaios mecânicos

laboratório de metalmecânica

  • Microusinagem em 5 eixos simultâneos (erro posicionamento de 300 ?m)
  • Microinjeção de termoplásticos (de 0,05 g à 2,3 g)
  • Eletroerosão por penetração, fio e furo rápido
  • Fresamento macro com high performance em 5 eixos simultâneos
  • Ball bar e interferometria a laser
  • Centro de torneamento duplo spindle com ferramenta acionada e eixo y

laboratório de plásticos

  • Extrusora de perfis em termoplásticos
  • Sopradora de embalagens termoplásticas
  • Injetora de termoplásticos
  • Medição de dureza
  • Teste ultrassônico e de impacto
  • Máquina universal de ensaios para polímeros

laboratório de projeto, simulação e engenharia reversa

  • Medição com MMC e sistemas ópticos
  • Desenvolvimento de geometrias complexas com soluções CAD/CAM
  • Simulação de injeção em moldes e matrizes
  • Manufatura aditiva em ligas de titânio, alumínio, cromo-cobalto-molibdênio e aço ferramenta 
  • Desenvolvimento de projeto de produtos; Metrologia dimensional avançada
  • Avaliação de rugosidade superficial e erros de forma